Silversun Pickups e Cage The Elephant: noite de rock alternativo lota Circo...

Silversun Pickups e Cage The Elephant: noite de rock alternativo lota Circo Voador

134
0
COMPARTILHAR

O Silversun Pickups e o Cage The Elephant planaram na nave do Circo Voador através do projeto Queremos para a fazer a alegria dos que não tiveram a oportunidade de vê-los ao vivo no festival Lollapalooza, que aconteceu no último fim de semana (26 e 27/03). Com a casa cheia, as bandas mostraram personalidade e energia de sobra.

Formado por Brian Aubert (guitarra, vocal), Nikki Monninger (baixo), Christopher Guanlao (bateria) e Joe Lester (teclado), O Silversun Pickups tem 15 anos de carreira, quatro álbuns lançados e está em sua primeira passagem pelo Brasil. Por conta de seu rock alternativo um pouco gótico e uma baixista mulher na formação, a banda enfrentou durante anos comparações com a banda Smashing Pumpkins, porém provaram que merecem seu espaço e a cada álbum mostram mais originalidade em seu som.

O show começou com o sucesso “NightlIght” e cantoria sincronizada do público. O vocalista Brian Aubert se mostrou muito simpático e agradeceu pela oportunidade de vir ao Brasil pela primeira vez. O cantor disse estar amando o Rio de Janeiro e elogiou a plateia dizendo que o público era “Amazing” (incrível em português). Durante a conversa com os fãs, a baixista Nikki Monninger, uma verdadeira rock girl entre os outros três integrantes, foi ovacionada pelos fãs


Para encerrar o show, o hit escolhido foi “Lazy Eye”, com a banda dançando loucamente no palco enquanto os fãs acompanhavam cada passo. Uma verdadeira explosão de energia. O grupo se despediu agradecendo a presença de todos e também jogaram as baquetas e palhetas. De forma amorosa, a baixista Nikki Monninger apertou e beijou a mão de todos na linha de frente ao palco.

Momentos depois foi a vez de Cage The Elephant dominar o Circo Voador. Após três vindas ao Lollapalooza BR, esse foi o primeiro show do grupo no Rio de Janeiro. A razão de tantas vindas ao Brasil é nítida, a banda é contagiante e cativa todos que veem seu show. Eu os vi pela primeira vez no Lollapalooza de 2012 e desde então virei fã de carteirinha.

Em sua primeira passagem por solo carioca, o Cage The Elephant colocou todo mundo para sair do chão, com seu som enérgico e alegria contagiante do vocalista Matt Shultz.  O frontman não para um segundo no palco, ele corre de uma ponta de a outra e faz passos irreverentes, que nos faz lembrar a dancinha de Mick Jagger – vocalista do Rolling Stones.

O público, formado em grande parte por jovens, subiam ao palco a todo instante de forma histérica para agarrar o vocalista durante todo o show. Um grande incomodo para o vocalista e público que quer apenas curtir. Atitude nada bacana!

O repertório contou com hit atrás de hit: “Spiderhead”,  Ain’t No Rest for the Wicked”, “Cold Cold Cold”, “Cigarette Daydreams”, “Shake Me Down”, entre outros. Todas as canções levaram os fãs à loucura, ninguém ficou parado e todos cantaram do início ao fim.

O Cage The Elephant é uma banda relativamente nova, formada em 2007 e com cinco álbuns lançados. Não seguem uma linha definida de rock e possuem canções dos mais diversos estilos, a maioria com distorção loucas de guitarra, bateria eletrizante e letras animadas. Eles mostram que a nova cara do rock não precisa ser introspectiva e desanimada. Torço para que essa seja a nova cara do rock and roll.

Aperte o play e veja um pouco das apresentações:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA